08 maio 2018

Concelho de Redondo celebrou Dia Nacional do Azulejo

​Consciente da importância que a azulejaria portuguesa desempenha como um dos mais vincados traços do património português, a Câmara Municipal de Redondo associou-se às celebrações do Dia Nacional do Azulejo


Consciente da importância que a azulejaria portuguesa desempenha como um dos mais vincados traços do património português, a Câmara Municipal de Redondo associou-se às celebrações do Dia Nacional do Azulejo que decorreu no passado dia 6 de maio.

Ao celebrar esta efeméride, a câmara convidou todos os interessados a participar num passeio pelo património azulejar do concelho sem descurar, contudo, os diferentes elementos arquitetónicos existentes.

O passeio, coordenado/orientado pelo historiador Celso Manguzi, deu a conhecer as igrejas Matriz, Misericórdia e Santo António, que na sua maioria possuem painéis de azulejos originários do séc. VXIII.

 O passeio iniciou-se na Igreja Matriz, onde primeiramente se explicitou o complexo processo artesanal por detrás da produção azulejar. Depois de se discorrer sobre o conjunto do local, passou-se à Igreja da Misericórdia, na qual se observaram e comentaram os painéis existentes, que ilustram as obras da Misericórdia. Por fim, passou-se à Igreja do Convento de Santo António, na qual se realçou a qualidade do conjunto e o seu bom estado, comentando-se o seu aspeto ligeiramente mais tardio, já da segunda metade de setecentos.

O passeio dedicado à azulejaria portuguesa não poderia deixar ainda de mencionar o papel preponderante que António Oliveira  Bernardes desempenhou no sec. XVIII enquanto artista que dedicou a sua obra aos azulejos.

A Câmara Municipal de Redondo expressa os seus agradecimentos à Paróquia de Redondo e à Santa Casa da Misericórdia de Redondo que tornaram possível a realização deste evento.


Consulte as fotos aqui