13 abril 2015

Festival Internacional de Dança Contemporânea prossegue em Redondo

No dia 11 de abril, o FIDANC concretizou uma das duas apresentações programadas.

​A edição de 2015 do Festival Internacional de Dança Contemporânea, organizado pela Companhia de Dança Contemporânea de Évora (CDCE), prossegue no Centro Cultural de Redondo onde já decorreu, no dia 11 de abril, o primeiro de dois espetáculos programados.


Salomè, Ha Perso Il Lume, de Samuele Mariotti e interpretada por Costanza Givone, uma peça de várias peças de um Xadrez que serve de ponto de partida para a história de Salomé cruzando linguagens tão diversas quanto a dança, o teatro e as artes plásticas.


Finalista do Prémio Scenario 2011 Salomè, Ha Perso Il Lume mostra-nos uma cabeça de barro que surge do escuro como que renascendo, ou acordando simplesmente da morte, tão grotesca quanto genuína, simbolizando outro alguém em palco, atento, sempre presente, capaz de despertar sentimentos vários.


No dia 2 de maio, o FIDANC convida a um espetáculo preenchido por duas criações transversais ao universo de expressão ibérica: Os Intervalos do Eco, de Emílio J. Cervelló e Perpétuo Agora,  de Gonçalo Andrade.

Consulte as fotos aqui