12 novembro 2019

Mensagem do Presidente da Câmara no Catálogo da Exposição de Arte Pastoril - Com uma Simples Navalha

O reconhecimento dos valores e das tradições da cultura rural são uma mais-valia para a preservação e valorização da nossa riqueza sociocultural..

O reconhecimento dos valores e das tradições da cultura rural são uma mais-valia para a preservação e valorização da nossa riqueza sociocultural sendo que a arte pastoril alentejana é uma das mais ricas e expressivas manifestações de arte popular portuguesa.

Reflete, no caso concreto do Concelho de Redondo, um património imensurável. É das mãos de autores reais, da vida real, que dedicaram toda a vida ao trabalho, que nascem verdadeiras obras de arte, também elas de um mundo autêntico onde os heróis não são a fingir. O Agricultor, o Pastor, o Louceiro e até mesmo o simples, mas eficiente burro de carga retratados nesta arte são os guardadores de um bem maior – a memória – que como a Arte Pastoril é sobre todos e para todos.
São certezas ancestrais que remontam à memória dos tempos. São estados de alma e convicções profundas que registam magistralmente naquilo que a terra nos dá, os traços indeléveis da identidade cultural alentejana.

Sendo "Alentejano de Gema" tenho que dizer, do fundo coração, que estou encantado com a coleção particular com que o Dr. Carmelo Aires no presenteia pois só com um grande amor pelo nosso Alentejo se consegue reunir um espólio tão magnífico.

Perfilho a ideia de que é importante fazer exposições destas, devidamente contextualizadas, pois só assim se poderão transmitir aos vindouros as linhas mestras da identidade cultural alentejana.
E podendo afirmar que é do passado que nasce o futuro, o Concelho de Redondo está a alicerçar o acolhimento definitivo desta exposição, em sede própria, garantindo o merecido reconhecimento por esta expressão artística que encontra no povo a sua maior inspiração.

A arte pastoril ganha assim contornos num horizonte já constituído por outras unidades dedicadas à salvaguarda do nosso património e da riqueza das nossas gentes, vindo integrar a visão de crescimento que procuramos para o concelho.

Consulte as fotos aqui