Olaria Poço Velho... saiba mais

Olaria do Poço Velho, nome atribuído por ali se encontrar um poço que para alem de alimentar as necessidades do Lagar e posteriormente da Olaria tambem assumia caracter publico de fornecimento de água para a população próxima ao mesmo, com o aparecimento de outro poço em outro local para utilização publica a que deram o nome de "Poço Novo" este passaria a chamar-se "Poço Velho", também conhecido por Sítio do Poço Velho, que foi outrora e segundo testemunhos, neste mesmo espaço um antigo Lagar, transformado mais tarde em Olaria pelo Sr. "Zé Nobre", também conhecido por " Zé da Aurora".

Filho do Mestre Jose Maria Coca Baeta, o Mestre Baeta nascido em 1961, é dos mais novos Oleiros de Redondo e desde os 12 anos que abraçou a vocação. Tendo o seu pai o gosto por esta arte e pela olaria resolveu após o encerramento da mesma por volta dos anos 60, reabrir o espaço e transmitir esta arte a seus filhos no gosto e na paixão pela arte oleira.

O Mestre Oleiro, Sr. Baeta, atual proprietário da Olaria do Poço Velho, começou o ofício cedo sob a orientação de seu pai, naquela altura ainda era importante aprender um ofício que em regra passava quase sempre de pais para filhos. A sua primeira semanada levou-o ao cinema, "era o dinheiro do bilhete pró Cine-Capitólio", palavras de mestre Baeta, que hoje recorda esse tempo de infância com um sorriso, mas trabalhar o barro sempre foi duro mas a paixão pela arte tudo perdoava, o gosto de ver a "péla" a ganhar vida. Teve pena porque teve de deixar de estudar mas a vida era assim. Há 21 anos e após doença de seu pai, resolveu assumir a Olaria por sua conta e risco. No início ainda se recorda de ter 5 empregados, hoje está sozinho, mas como o próprio afirma é um trabalho duro e que demora tempo a aprender…como todas as artes, esta é uma arte que não começa de um dia para o outro…são necessários alguns anos até que as peças do aprendiz tomem vida. Por vezes tem a ajuda do seu filho e dos seus irmãos, mas também eles tiveram que seguir outro caminho, ajudando-o quando podem.

A Olaria do Poço Velho é hoje uma das raras olarias que continua a recolher o barro nos barreiros locais, e a fazer toda a preparação da argila da forma tradicional e artesanal, do "coar", ao "sovar" no amassar do barro, à própria moldagem, na secagem e cozedura das peças no único forno de lenha ainda funcionar na Vila de Redondo.

A Olaria do Poço Velho, é o espaço onde o tempo não passou e constitui-se como uma memória viva da Olaria tradicional de Redondo e de um Portugal intemporal….

Redondo, 29 de fevereiro de 2016


Sítio do Poço Velho 7170 Redondo

Informações Adicionais

Telefone: 266999709 e 962238517