Skip to main content

Duarte “Sem Dor nem Piedade”

Atualizado em 26/08/2020

​Assim como quem se não cantar enlouquece, “Sem Dor nem Piedade” carrega pulsões e instintos que se pretendem sublimados, numa tão acutilante partilha de um ego e do seu alter-ego. Muito mais do que acontecimentos vividos, este disco é a história de lugares sentidos e de um caminho que ironicamente começa no fim, quando a emoção vive o ontem através do hoje e do amanhã e do dia a seguir. Este disco é a história desse fim.

E assim será talvez possível pôr em ordem a desordem e, quem sabe, reinventar de novo o amor. Ou, pelo menos, acreditar que assim será.

Redimensionar o tamanho da letra
Contraste