Skip to main content

Festival Internacional de Dança Contemporânea

Atualizado em 27/08/2020

Dia 2 de maio, pelas 21h30, o Auditório do Centro Cultural de Redondo vai ser palco de mais duas criações ibéricas, no âmbito do Festival Internacional de Dança Comtemprânea.

Ao apresentar as tendências das linguagens do corpo, o FIDANC afirma a dança como escola maior, no processo de educação e formação de públicos, num caminho contemporâneo que aponta novos rumos. O programa é preenchido por duas criações que cruzam o universo de expressão ibérica.
Os Intervalos do Eco | Emílio J. Cervelló (ES)
Estrutura afunilada da antecâmara do interior, onde o espectador é convidado a entrar como confidente. Tensão, obstinação para definir o inefável num desafio pessoal à procura de coerência na ação poética
Perpétuo Agora | Gonçalo Andrade (PT)
O passado não é nada pois já teve lugar, por sua vez o futuro não é nada uma vez que nunca existiu. Assim, o presente será meramente um lapso temporal entre dois momentos que não existem.

Informações Adicionais
Fotografia de Telmo Rocha

Redimensionar o tamanho da letra
Contraste